Artigos

Nutricionistas funcionais recomendam ingerir água alcalina. Entenda também que a água não basta ser alcalina, tem que ser, também, alcalinizante.

Aproximadamente 60% do corpo humano é composto de água, e um indivíduo adulto precisa ingerir 2 a 3 litros de líquidos ao dia para que possa repor as perdas e manter o bom funcionamento do organismo. A água é o meio onde ocorrem todas as reações do organismo.Funções da água:- Servir como material construtor do crescimento e reparação do corpo.- Agir na digestão, na absorção, na circulação e na excreção.- Agir como um meio de transporte para os nutrientes e todas as substâncias corpóreas.- Aumentar o volume das fibras do alimento (as fibras absorvem água) e, por consequência,da massa fecal, auxiliando na sua eliminação.- Exercer uma função reguladora na manutenção de temperatura corporal.A presença e a atividade dos íons de hidrogênio em uma solução e nos sistemas biológicos, deve ser avaliada pela determinação da quantidade de hidrogênio livre. Para a avaliação do hidrogênio livre nas soluções de ácidos ou de bases, usa-se a unidade pH. O termo pH significa potência de hidrogênio; foi criado para simplificar a quantificação da concentração de H+ na água e nas soluções. A escala do pH varia de 0 a 14, representando a acidez ou a alcalinidade de uma solução. As soluções cujo pH está ente 0 e 7 são ditas ácidas; as que têm o pH entre 7 e 14 são ditas básicas ou alcalinas. PH menor que 6.5 pode contribuir para corrosão de tubos e, no nosso corpo pode ter efeitos deletérios. Algumas águas minerais apresentam PH menor que 5 nos rótulos.Para um melhor entendimento dos benefícios de se ingerir uma água alcalina, eis uma fundamentação:A entrada do estômago é ácida, com a finalidade de digerir os alimentos e matar bactérias e vírus neles contidos. A medida do PH do estômago é, em média, 4. Quando nós bebemos água alcalina, o PH, na entrada do estômago, aumenta. Quando isso acontece, há um mecanismo reflexo em nosso estômago, que comanda células estomacais a produzirem mais ácido clorídrico (HCL) para trazer de volta o PH do estômago para 4. Dessa forma, o estômago torna-se ácido novamente. Quando nós bebemos mais água alcalina, mais ácido clorídrico é secretado para manter o PH do estômago dentro de valores normais.Deve-se destacar que o subproduto do ácido clorídrico é o bicarbonato de sódio (NaHCO3) (NaCL + H2O + CO2 = HCL + NaHCO3). Bicarbonato de sódio é o principal tampão alcalino em nosso sangue. O suprimento alcalino externo, como acontece com o consumo de água alcalina, resulta em um ganho líquido de alcalinidade em nosso corpo.Em reposta à ingestão de água com PH alto, a produção de ácido clorídrico é aumentada devido à resposta do estômago para diminuir o PH e retornar à normalidade. Então, quando nós tomamos mais água alcalina com alta alcalinidade*, forçamos nosso estômago a produzir mais ácido (e uma quantidade equilibrada de bicarbonato). Isso confere um aumento na reserva de alcalinidade no corpo, o que é extremamente importante para manter o equilíbrio ácido-básico.A alcalinidade da água precisa ser alta para que o PH alto tenha fortes efeitos terapêuticos. A alcalinidade é importante devido a sua proteção ou tamponamento durante mudanças rápidas do PH.
Mesmo sabendo que o PH de uma água é alto, uma água sem minerais tem pouca habilidade para neutralizar ácidos no estômago e para iniciar a produção de bicarbonato na corrente sanguínea.Outro benefício da água alcalina refere-se à oxigenação corporal. Íons de hidrogênio “amarram, prendem” o oxigênio. Quanto mais ácido for o sangue (mais íons de hidrogênio) menos oxigênio disponível para as células usarem. Cada célula do nosso corpo requer oxigênio para viver e manter uma ótima saúde.Água alcalina facilita a eliminação de toxinas ácidas do organismo. Todas as toxinas produzidas no nosso organismo são ácidas. Portanto, as toxinas ácidas aderem melhor à água alcalina do que a água ácida, o que facilita a sua eliminação, e desintoxica o organismo.É importante destacar que Ionizadores alcalinos nem sempre “entregam” água que é suficientemente neutralizadora de ácidos. Ionizadores alcalinos equiparam a habilidade de neutralizar ácidos com o nível do PH (o que é errado!). Pode-se ter um PH alto, mas com baixa alcalinidade ou um PH baixo, mas com alta alcalinidade (ex.: água naturalmente gasosa). Se há somente uma pequena quantidade de elementos alcalinos (da 1a e 2a colunas da tabela periódica), um ionizador gerará uma quantidade escassa de agentes alcalinos neutralizadores de ácidos, mas o PH ainda se mostrará alcalino (8.5 a 10.5).Segundo Robert Slovak, água alcalina não é o mesmo que água com alcalinidade boa. Por essa razão, água com PH de 6.3 (ex.: água naturalmente gasosa) pode ter centenas de vezes mais neutralizadores de ácidos ou “alcalinidade” do que a água com um PH alcalino de 9.5 de um ionizador alcalino.O PH dos nossos tecidos e fluidos corporais é fundamental porque mostra o estado de nossa saúde, sua “limpeza interior” ou “sujeira interior”. Aproximar-se de um PH levemente alcalino aumenta nosso nível de saúde e bem-estar. Permanecer em uma variação boa do PH aumenta consideravelmente nossa habilidade para resistir a doenças agudas como resfriados e gripes, assim como ao início do câncer e outras doenças.Desvios do PH acima ou abaixo de 7.35 a 7.45, que é fortemente controlado pelo sangue, pode sinalizar sintomas perigosos ou doenças. Quando o corpo não pode mais neutralizar ou eliminar os ácidos com eficácia, ele recoloca-os dentro dos fluidos extracelulares e células de tecidos conectivos, comprometendo diretamente a integridade celular.*Alcalinidade é a medida da capacidade de tamponamento da água – sua habilidade para resistir a mudanças repentinas de PH. Alcalinidade é a medida verdadeira da capacidade de neutralização do ácido que inclui íons de bicarbonatos (HCO3), carbonato (CO3)e hidróxidos (OH). É medida em mg/L ou ppm como CaCO3. É a medida da presença de CO2, íons de bicarbonatos, carbonatos e hidróxidos, os quais são naturalmente presentes na água. Na água de beber, o bicarbonato e os carbonatos são os principais contribuintes para a alcalinidade. Quanto maior o CO2, mais alcalina é a água para um mesmo PH. A principal fonte da alcalinidade natural são as rochas que contêm bicarbonatos, carbonatos e hidróxidos. Calcário também é rico em carbonatos e, por isso, a água que flui através de regiões calcárias contém carbonatos e, geralmente, tem alcalinidade e, por consequência, boa capacidade de tamponamento. Áreas ricas em granitos e arenitos podem ter baixa alcalinidade e, por isso, são pobres de capacidade de tamponamento.FONTES:
Carreiro, Denise Madi. Entendendo a importância do processo alimentar. SP: Editora Vida & Consciência; 2012.Lee H et al. Activation of thiol –dependant antioxidante activity of human serum albumin by alkaline pH is due to the b-like conformational change.